O referencial que norteia o trabalho é o socioconstrutivista. A aquisição do conhecimento é compreendida como uma construção a ser realizada pelo aluno, em uma interação cognitiva, social e afetiva, relacionando os conteúdos propostos pela escola com a sua experiência prévia em um mundo cada vez mais dinâmico e globalizado.

O trabalho investigativo é potencializado através do desenvolvimento no aluno de ferramentas que “ensinam a aprender”: reflexão, discussão em grupo, análise, pesquisa, resolução de problemas.

A relação do número de alunos para o número de professores por classe é um diferencial e garante o olhar do profissional para cada aluno.

Aulas de apoio a alunos com necessidades especiais são feitas de forma regular e permanente durante o ano letivo.

Sports Festival – (Festival Esportivo), Drama Festival, (apresentação teatral),  Cambridge for Young Learners (Exame Internacional de proficiência na Língua Inglesa) e outros eventos durante o ano enriquecem o conhecimento dos alunos.

Professores especialistas de Ioga, Educação Física, Artes, Música e Espanhol (3º ano em diante) dão aulas semanais no currículo bilíngue do 1º ao 5º ano.

O planejamento do currículo é um processo permanente que implica em escolhas que orientam a equipe docente na importante tarefa da formação plena do indivíduo.

A legislação educacional brasileira, quanto à composição curricular, contempla dois eixos: a Base Nacional Comum, com a qual se garante uma unidade nacional obrigatória para todos os currículos nacionais; e a Parte Diversificada, também obrigatória, composta por conteúdos complementares, escolhidos de acordo com a ideologia e interesse da escola, com conteúdos complementares para a formação integral dos seus alunos.

A integração desses dois grandes componentes curriculares busca a articulação entre todos os aspectos da vida do indivíduo, em uma perspectiva interdisciplinar (na interação das diversas áreas do conhecimento) e transdisciplinar (na possibilidade de ultrapassar a concepção básica da disciplina para permitir o desenvolvimento de todos os aspectos do comportamento). É com base nessa composição curricular que os Parâmetros Curriculares Nacionais- PCNs também propõem Temas Transversais, para a abordagem de assuntos que fogem das áreas curriculares, mas que têm relevância fundamental no desenvolvimento do aluno em relação à ética, saúde, meio ambiente, pluralidade cultural e orientação sexual.